ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO (AEE)

Archive for the ‘Deficiência Física’ Category


Conhecer o que afeta o seu aluno é o primeiro passo para criar estratégias que garantam a aprendizagem

Carla soares Martin (novaescola@atleitor.com.br)

https://i2.wp.com/revistaescola.abril.com.br/img/inclusao/inclusao24-deficiencia_0.jpg

Leia o resto deste post »


Atividade Reflexiva
Ritmo, Desejo, Ação! (Deficiência física)

Quando pensamos em inclusão, temos que pensar em diversidade e considerar que todos os alunos possuem características próprias e necessidades diversificadas, sejam eles deficientes ou não. No entanto, em se tratando de alunos deficientes, tais características e necessidades tornam-se acentuadas.
Os alunos deficientes físicos, por exemplo, precisam ser incentivados e estimulados a adquirir a consciência do próprio corpo e, tanto a escola quanto a família, apresentam papel fundamental nesse aspecto. A prática de esportes é uma alternativa para favorecer o desenvolvimento dessa consciência, bem como de outras competências. Contudo, quando o aluno possui deficiência física, é necessária uma série de adaptações para que, tanto a prática de esportes, quanto a realização de outras atividades, sejam viabilizadas.
No que se refere às adaptações necessárias para viabilizar a inclusão destes alunos, é fundamental que:
• O ensino seja cooperativo, pois o aluno com deficiência física pode precisar da ajuda de seus pares, embora algumas decisões dependam mais dele próprio e a busca por uma maior independência também seja necessária.
• O tempo seja estendido, quando preciso, para que o aluno consiga realizar determinadas tarefas; bem como para a conclusão dos estudos, o que é garantido pela terminalidade especifica.
• Os professores se adaptem ao aluno e às suas peculiaridades e que, em contrapartida, o aluno se adapte ao professor, otimizando o processo ensino-aprendizagem.
• Sejam criadas formas diversificadas de avaliação deste aluno, caso ele possua limitações para realizar a avaliação tal como seus colegas.
Portanto, para que o deficiente físico seja incluído e tenha atendido seus direitos de acesso e permanência no ensino regular, torna-se necessário que a escola tenha como princípios a tolerância, a flexibilidade e a busca por adaptações que favoreçam o melhor desempenho do aluno.
Além disso, para a garantia de uma inclusão com sucesso e qualidade, escola e família devem caminhar juntas. Devem propiciar ao aluno deficiente físico que se aproxime dos outros, que seja bem acolhido, aceito e recebido pelo meio. A participação em atividades culturais favorece a interação do deficiente físico com outras pessoas, mas não garante a aceitação do mesmo. Portanto, é necessário que haja o diálogo e que se crie estruturas para receber os conflitos e inserir os deficientes físicos de forma que estes sejam aceitos pelos demais.
A informação e orientações sobre suas limitações e, principalmente, sobre suas potencialidades, devem ser oferecidas aos professores, pais e todos que convivam com o deficiente físico, para que seja possível eliminar as barreiras impostas pelo preconceito, possibilitando que o portador de deficiência física possa desenvolver-se plenamente e ser incluído em todas as esferas sociais.


Cursos 120 ou 180 horas – AEE

- DISLEXIA - SINDROME DE DOWN - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO.

A PARTICIPAÇÃO NESTAS TRÊS OFICINAS GARANTE O CERTIFICADO EM 120 HORAS NO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO (AEE)
INVESTIMENTO DE R$ 220,00 POR R$ 199,90
ou
DISLEXIA- SINDROME DE DOWN- DPAC- ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO.

A PARTICIPAÇÃO NESTAS QUATRO OFICINAS GARANTE O CERTIFICADO EM 180 HORAS NO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO (AEE)
INVESTIMENTO DE R$ 310,00 POR R$ 287,00

Curso de DISLEXIA à distância

CURSO DE 40h COM INÍCIO EM 16/11/2010 MAIORES INFORMAÇÕES NO SITE: http://psicopedagogavaleria.com.br

CURSO AEE À DISTÂNCIA – 60h

OLÁ PESSOAL, Serei a Tutora de um curso sobre “Atendimento Educacional Especializado” (40h) e estou divulgando o link para o site! QUEM SE INSCREVER NO CURSO PODERÁ PARTICIPAR DA OFICINA DE BRINQUEDOTECA. APROVEITEM! psicopedagogavaleria.com.br
Incluir não significa apenas colocar no próprio ninho o estranho que vem de fora, sequestrando-o de sua vida plena; ao contrário,requer um sair de si e ir seu encontro,ofertando-lhe aquilo de que, efetivamente necessita.Incluir significa ouvir e responder áquilo que um outro pede pela sua própria voz. (Tunes;Bartholo)

SER DIFERENTE É NORMAL!

síndrome de down

VIVA A DIVERSIDADE!

Imagem retirada de: http://trocandoideiassobreportadoresdedm.blogspot.com/2007_04_01_archive.html

Digite seu endereço de e-mail para subscrever este blog e receber notificações de novas mensagens por e-mail.

Junte-se a 481 outros seguidores

Estatísticas do Blog

  • 1,190,129 ACESSOS